Concelho de Santana

Situado na costa norte da ilha Madeira, o concelho de Santana encontra-se sensivelmente a 312 metros de altitude. Com uma área de cerca de 93km2, é o segundo maior concelho da Região Autónoma da Madeira constituído por seis freguesias: São Roque do Faial, Faial, Santana, Ilha, São Jorge e Arco de São Jorge. Nestas freguesias residem à volta de 7719 pessoas (Censos 2010).

O Município é limitado a leste pelo município de Machico, a sul por Santa Cruz e Funchal, a Sudoeste por Câmara de Lobos, a oeste por São Vicente e a norte pelo Oceano Atlântico.

Este já não é o local isolado e distante de outros tempos. A distância a percorrer até ao aeroporto corresponde a 20 minutos. E até ao Funchal 40 minutos. Ver Mapa


Santana é atualmente um local onde se pode desfrutar da natureza e cultura em simultâneo. As magníficas paisagens verdejantes dos Parques das Queimadas e do Pico das Pedras, a Reserva Marinha da Rocha do Navio, o Pico Ruivo, juntamente com as Casas Típicas de Santana são os grandes atrativos da localidade.

A história, as tradições e o folclore são de grande importância e observáveis nos eventos e festividades de cada freguesia.


Freguesia de Santana 


Santana foi elevada a cidade no dia 1 de janeiro de 2001, sendo assim considerada a primeira cidade do século XXI. É também a primeira e única cidade da costa norte da ilha da Madeira. A freguesia de Santana foi criada por alvará régio a 2 de junho de 1564. É a terceira freguesia com maior área do concelho com cerca de 18 km2 e 3 375 habitantes.


Brasão da Freguesia de Santana

O seu nome deve-se à sua patrona, Santa Ana, em honra da qual foi edificada uma igreja em 1689. Nesta freguesia estão grande parte dos serviços do Concelho, como esquadra da PSP, quartel dos Bombeiros Voluntários de Santana, centro de saúde com urgências a funcionar 24h por dia, Câmara Municipal, biblioteca municipal, espaço multimédia, Casa da Cultura de Santana, Posto de Turismo, posto de correios, farmácia, hotéis, alojamentos rurais, restaurantes, bares e snack-bares, hipermercados, bancos e multibancos, bombas de gasolina, entre outros.

As festas religiosas, tanto da freguesia de Santana, como das restantes freguesias do concelho, têm como grande atrativo os tapetes de flores. Estes tapetes são elaborados pela população em homenagem ao santo da localidade. Nas vésperas, pessoas de todas as idades recolhem as flores da época. No próprio dia, cada sítio elabora uma parte do tapete, antes da hora da procissão, para que passe o pároco e o santo a abençoar as flores. É também usual colocarem-se ramos de plantas aromáticas, como alecrim, para que seja benzido. Terminada a procissão, são várias as pessoas que recolhem algumas flores e alecrim, que segundo a sabedoria popular as protegerá e lhes dará sorte.

Procissão e tapete de flores


Freguesia do Faial 


Com cerca de 1 567 habitantes e uma área de 22,60 km2, esta freguesia deve o seu nome a uma concentração relativa de faias que aí existiam. A Freguesia do Faial foi criada a 20 de fevereiro de 1550, por alvará régio. Alguns historiadores defendem que, juntamente com a freguesia de São Jorge, esta terá sido uma das primeiras freguesias  a ser povoada na costa norte da Ilha da Madeira.


Brasão da Freguesia do Faial

Aqui poderá dispor de alguns serviços como Centro de Saúde, alojamento de turismo rural, restaurantes, bares e snack-bares, minimercados e multibanco. Poderá também desfrutar da zona balnear da Foz da Ribeira do Faial, do kartódromo e da Zona de lazer.


Freguesia de São Jorge 


Esta freguesia com cerca de 18,3 km2 de área e 1 473 habitantes, segundo alguns historiadores, terá sido uma das primeiras freguesias do Concelho a ser povoada. O seu núcleo data do século XVI e localiza-se na zona do Calhau de São Jorge, junto ao mar. São várias as hipóteses para a atribuição do nome à freguesia, uma delas afirma que foi escolhido São Jorge, o santo guerreiro, para padroeiro por analogia das suas forças às das ribeiras que circundam a freguesia.



Brasão da Freguesia de São Jorge

Nesta freguesia poderá encontrar alguns serviços, como Centro de Saúde, Farmácia, alojamentos de turismo rural, restaurantes e snack-bares, minimercados, pastelaria, multibanco, bomba de gasolina e zona balnear.


Freguesia de São Roque do Faial 


A freguesia de São Roque do Faial foi criada por alvará régio de 24 de julho de 1848, durante o reinado de D. Maria II. Esta freguesia conta com 736 habitantes, dispersos por uma área de 15,9 km2, que se estende desde o Chão da Ribeira ao Pico do Areeiro. O seu nome tem origem no padroeiro de uma antiga ermida, que posteriormente deu origem a uma primeira igreja, no Chão da Ribeira, por volta de 1551. Em 1883, a igreja foi levada pelas águas, tal como foram vários terrenos agrícolas.



Brasão da Freguesia de São Roque do Faial

Tal como as restantes freguesias do concelho, São Roque do Faial é uma localidade marcada pela ruralidade, bastante visível na extensão significativa dos terrenos agrícolas.

Esta freguesia dispõem de alguns serviços como Centro de Saúde, alojamentos de turismo rural, restaurantes e minimercados.


Freguesia da Ilha 


A Freguesia da Ilha é a mais recente das freguesias do Concelho, criada em 1989, ano em que se desanexou de São Jorge. O seu nome está relacionado com a sua localização entre duas ribeiras, assemelhando-se a uma ilha.

Com 15,4 Km2, e cerca de 255 habitantes, a maior riqueza desta freguesia é a natureza. Desde as reservas naturais da Achada do Marques ao Caldeirão Verde, às quedas de água e ao património geológico.



Brasão da Freguesia da Ilha

Esta acolhedora freguesia possui diversos serviços como Centro de Saúde, alojamento, bares e minimercados. Aqui ainda é possível degustar a tradicional Ponchilha, que é uma bebida local que tem na base o limão, um dos produtos produzidos nesta localidade. 


Freguesia do Arco de São Jorge 


O seu nome deriva da forma em arco das montanhas que a circundam, e do facto de ter pertencido à freguesia de São Jorge, até 1676, ano em que o Arco de São Jorge se tornou uma freguesia autónoma. Das seis freguesias do Concelho, esta é a mais pequena em extensão, com 3,5 Km2.


Brasão da Freguesia do Arco de São Jorge

O padroeiro desta freguesia é São José, cujo dia festivo é assinalado no Dia do Pai, a 19 de março. Em sua honra foi erigida uma igreja a 19 de março de 1744.

Nesta localidade pitoresca, pode encontrar um Centro de Saúde, Biblioteca e Centro Multimédia, alojamentos de turismo rural, snack-bares, minimercados, entre outros.